segunda-feira, 20 de maio de 2013

Estrada Real: 5º dia


11 de maio de 2013 sábado
Pequeri-São Brás do Suaçui-Entre Rios de Minas
     Sete horas de manhã. Me enganei pensando que não iria sentir frio dentro do vestiário. Foi a noite mais fria de todas até agora. As três da madruga já estava rezando para que o sol mostrasse a sua cara. 
    Tomo um café com biscoito e parto para São Brás do Suaçui. São cerca de nove quilômetros de trilhas, pastos, BRs e estradas de terra, que estão bem conservadas. 
    Já estou mais disposto e a mochila já não pesa tanto assim em minhas costas. O fato de ter almoçado nos últimos dias me deixou mais animado, pois os dois primeiros dias foram complicados, só na base do sanduíche e frutas. De noite tinha muitas distensões, principalmente nos músculos da barriga e das costas. 
   Perdi cerca de três quilos nesses primeiros dias. Agora estou com meu peso ideal, que é em torno de 83kg. Já que não tem como tirar o peso da mochila, tiro um pouco de mim.
    Também estou sabendo dosar melhor o folêgo, aprendendo a caminhar melhor pelas trilhas, sabendo a hora certa para descansar. Não estou tão apressado como no início, e estou curtindo melhor a paisagem, sem me preocupar muito com o tempo. Hoje fiquei um bom tempo em uma cachoeira. 
    Quase chegando em São Brás do Suaçui, me lembro que o dinheiro na mochila está acabando. Na BR, fico sabendo que em São Brás tem uma lotérica, onde posso sacar o meu dinheiro. Mas já são quase onze horas e ainda falta alguns quilômetros para se chegar a igreja matriz da cidade. Começo a pedir carona na BR como um louco, mas em vão, é muito difícil se conseguir uma carona no asfalto. Resolvo acelerar o passo até o meu limite, pois sei que se os próximos destinos não tiverem lotéricas, poderei passar por dificuldades. Estava andando tão bem que, se fosse sempre andando naquele ritmo em menos de 25 dias estaria em Paraty. 
    Por volta das onze e vinte chego na lotérica, que fechava ao meio dia, por ser sábado. Com a grana no bolso procuro um lugar para almoçar Acho um bom restaurante, mas a comida custa doze reais, e está fora do meu orçamento, que é dez reais. Então falo do meu blog para a proprietária e peço um desconto em troca de um merchandising. Ela aceita e faço uma boa refeição. Aliás, tudo é mais caro onde a estrada real passa, acho que o nome certo para o caminho deveria ser "Estrada dos Reais".
Padre Marcelo Rossi em São Brás?




     Barriga cheia, já saio em direção a Entre Rios, pois são 20km de estrada de terra. A cidade de São Brás é bem bonita e muito bem conservada e cuidada, com jardins muito bonitos, além de ser bem arborizada. 

    Por volta das duas horas encontro uma cachoeira(já está virando rotina) e aproveito para tomar um banho e lavar minhas roupas, agora fico de bermuda, pois passam veículos no local. A estrada para Entre Rios também está em boas condições a chego ao meu destino do dia por volta das cinco e meia da tarde. Entro na primeira padaria, tomo um belo lanhe e também falo sobre o meu blog e peço um desconto em troca de um merchadising. Está ai pessoal, quem for a Entre Rios não pode deixar de lanchar na padaria do Ilário, tem um ótimo pão de queijo. 

    Depois do lanche, procuro um lugar na cidade para descansar e encontro uma simpática pracinha, onde tem um coreto e é bem tranquilo o lugar, não é no centro da cidade. Espero então escurecer para montar a minha barraca. No momento em que escrevo o post do dia, no banco da praça, uma mulher passa por mim e me pergunta onde está o meu artesanato, pensando que eu sou hippie. Até que estou numa fase meio hippie mesmo, tirando o fato de não saber fazer nada de arte com as mãos e não ser chegado na erva danada(brincadeira com os hippies, admiro o jeito pacífico de ser deles, até hoje não vi um hippie brigando ou discutindo). Planejo então o dia seguinte e vou dormir por volta das oito horas da noite. 
"estou hippie"

16 comentários:

  1. Cara,

    Que legal teu blog, vai ajudar muita gente com sua história de vida.
    Vc é um sucesso!
    abs

    ResponderExcluir
  2. Para bens Julio C. tuda la sorte do mundo para você em essa vida louca e sana que vc escolio para ir em frente em esta vida. eu admiro muito vc pela tua força y amor a la vida vai en frente garoto tudo de bom para vc e perdoa meu Portugues ok. eu amo teu Pais , Julio , que deus ilummine teu camino sempre muita força e um forte abraço .....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa se desculpar pelo português, deu para entender perfeitamente a mensagem, isso que é importante. Tem pessoas que falam bonito mas não dizem nada. Obrigado por seguir o blog, isso só me dá forças para continuar no caminho. Tudo de bom para você . Você é de onde?

      Excluir
    2. A sim, ai tem o deserto do Atacama, você já foi lá? Dizem que é muito bonito, vou ver se dá para ir lá, dá uma sensação paz quando eu vejo um deserto pela televisão.

      Excluir
    3. Sim eu ja tive la muitas vecez e muito lindo pero muy longe um abraço Julio , boa sorte cuidate muto valeu

      Excluir
  3. Querido Júlio:

    Que bom saber que sua caminhada está dando certo, amigo! Muita paz e sucesso!
    Sonia Barbosa (Recife

    ResponderExcluir
  4. estou torcendo pela sua felicidade, sempre

    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ana, essas boas vibrações me fazem continuar o caminho. É um pouco cansativo, mas vale a pena. As coisas positivas que estão acontecendo superam e muito as negativas. Abraços.

      Excluir
  5. Adorei sua escrita, está de parabéns!! Sua coragem de andar por aí, vendo as belezas do nosso país também é admirável! Continue assim! Não deixe de abrilhantar nossos dias com seus posts!

    Um grande abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela força Raquel, realmente é preciso um pouco de coragem de sair por ai, mas vale a pena, pois o nosso país é muito bonito.

      Excluir
  6. Júlio! Suas postagens são ótimas. Fico na expectativa sempre esperando sempre por novidades! Aguardando o próximo capítulo kkkkkkk! Adoro! Coragem e muita força para você e se cuida hein!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente parece uma novela, cada dia uma nova situação. Acho que já até tenho um nome para essa saga: "Na estrada dos reais", a gente gasta muitos reais nessa estrada, depois que a inventaram, tudo ficou mais caro no caminho. Obrigado pela visita ao blog.

      Excluir
  7. Ola Julio. Aqui quem te acompanha é o Nelson, pai de MARIANA, que te conheceu pela yahoogrupos da ABRE. Imagino que hoje seja o seu 8o. dia de viagem e desejo-lhe que siga em frente, com coragem e com a nossa torcida. Desfrute das naturezas de nossas cidades.

    ResponderExcluir
  8. É, está um pouco hippe. Que lugares encantadores Júlio César, lugares tranquilos, coreto bonito, igreja bonita, Senti saudade da comidinha minera esse prato que estão comendo parece tá uma delícia, arroz, feijão, macarão, será que tem um torresminho aí, rs...rs... e os paes de queijo hen! pão de queijo mesmo, aqui no DF ´pão com essencia de queijo.Então Júlio parabéns, metas traçadas metas conquistadas . Não vai passar frio tá se precisar de comprar um edredom maior me dá um toque , eu vendo us livros aqui pra vc, e aí é só enviar conbinado. Deus te guarda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que agora não estou passando frio não, aprendi a forrar a barraca com papelão, e agora está uma beleza! A minha mochila já está lotada não cabe mais nada, só a manta já está quebrando um galho. Obrigado.

      Excluir