sábado, 2 de março de 2013

O teste

    Andando em pleno centro de BH, de bermuda, chinelo e mochila nas costas, pude sentir na pele como as pessoas são julgadas de acordo com as aparências. Não vou bancar o hipócrita e dizer que não olho a aparência da pessoa, mas tenho consciência de que posso me enganar, sem contar o fato de que atualmente ando desconfiado de todo mundo, coisa de mineiro e esquizofrênico.
    Andando de bermuda, pude perceber que muitas mulheres, ao me verem, prontamente colocavam a mão em suas bolsas. Outras até mudavam de caminho só para não passar perto de mim. Foi uma dificuldade saber a data naquele dia, pois algumas pessoas simplesmente me ignoraram, fato que me deixou um pouco triste.
    Resolvi então fazer um teste, com calça comprida, tênis e uma camisa pólo. As pessoas não me olhavam mais com desconfiança e respondiam todas as minhas perguntas.
    Pense na cara que fazemos quando presenciamos um morador de rua roubando um supermercado e na naturalidade em que ficamos quando abrimos uma página na web e nos deparamos com uma notícia de um político envolvido em um escandâlo financeiro.
    Não é preciso nem dizer que o maior bandido nessa história é o político. A grana que ele rouba teoricamente seria para investir na educação e saúde, ou seja, quanto menos educação, mais meninos irão para o mundo do crime, sendo tão perigosos ou mais do que os adultos, por saberem que nada irá lhes acontecer, por que esses mesmos políticos não conseguem ou não querem votar uma lei para diminuir a maioridade penal. A coisa tá tão séria, que, pela primeira vez, eu vejo um advogado tentando provar que o seu cliente é culpado. Isso está acontecendo na "torcida organizada" gaviões da fiel, que tem até advogado próprio( que deve trabalhar bastante). Acho que a maioria sabe do ocorrido na Bolívia, quando um "torcedor" do corinthians atingiu o torcedor do time adversário com um sinalizador e, por infelicidade, o mesmo atingiu o menino no olho e morreu na hora. Para se livrar de mais essa, o advogado está tentando provar que o seu cliente é culpado! Isso mesmo! Adivinhe quantos anos ele tem? Nem precisa falar né?
    Eu mesmo não sabia o que fazer com um garoto de aproximadamente 14 anos, quando morava em Ipatinga. Simplesmente ele infernizava a vizinhança toda, soltando bombas, arrumando a maior gritaria de madrugada, ao se envolver com o tráfico de drogas. Certo dia, ele, do nada, me acerta um pedaço de laranja bem em cima de minha cabeça. Tive que ter o maior auto controle, para não revidar, sabe quando fazemos força de que nada está acontecendo? Foi isso que fiz, pois sei que, se encontar o dedo no menino e provocar um arranhão, sou eu quem vai parar na delegacia. Então, ele se aproveita da situação e acha graça em tudo, e nós, que procuramos ser corretos e honestos, sofremos com essa situação toda, que está acontecende no Brasil inteiro. Mas, como bom brasileiro que sou, não desisto nunca e creio que um dia algum deputado honesto e trabalhador mude essa situação.
    Mudando de assunto, uma coisa que sinto saudade em Ipatinga(além da cama, é claro) era o fato da vizinhança toda me conhecer. Cidade do interior de Minas é assim, quase todos se conhecem no bairro. Isso é bom para quem é um bom e pacato cidadão como eu. Sempre tive fama de bom pagador, tirando o cartão de crédito, que quer me cobrar juros exorbitantes, não devo nada a ninguém. Creio que,  em oito anos em que morei em Ipatinga, atrasei o aluguel um mês, pois houve um problema com o meu benefício.  Tinha credibilidade e comprava fiado no bar da esquina, em dois restaurantes e no depósito de material de construção. Hoje, me sinto meio mal quando sou visto com desconfiança pelo centro de Belo Horizonte, quando saio por ai andando de bermuda e mochilas nas costas. Também não é para menos, a situação está complicada no país todo, o crack está fazendo pequenos marginais, entre outros perigos. Nunca vi tanta polícia nas ruas de BH como estou vendo agora. Para mim, sinceramente, é bom, pois, como disse anteriormente, ter a consicência tranquila não tem preço.
no centro de BH


7 comentários:

  1. Chega de falar em Ipatinga. Deixe as coisas velhas pra trás. Pense naquilo q não te faz sofrer. Viva o presente apenas. Esqueça o passado e não pense no futuro. Vc só tem o momento presente q em breve se tornará passado tbm. Gosto muito de vc. E aprendi muita coisa contigo. Vc só pode viver o agora. Um abraço de sua amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu não tenho nada contra Ipatinga, pelo contrário, só tenho que agradecer pela ajuda e carinho que tive por lá. Apenas tive a infelicidade de moram em um local que aos poucos foi dominado pelo crack, e isso está acontecendo em todo o Brasil. Procuro apenas tirar lições do passado, não guardo rancor de nada, até por que faz mal a saude, como gastrite, etc. Estou curtindo muito esse tempo que estou fazendo minhas andanças. Obrigado.

      Excluir
  2. É isso meu amigo, os maiores ladrões, os tubarões graúdos, estão sempre de terno e gravata, cercado de seguranças e advogados. E o cara que roubou uma melância foi parar na cadeia. Isso é Brasil. Felicidades para você na sua nova jornada. Estou trocanco e-mails com o vice-presidente da Abre-Brasil e está sendo bacana trocar experiências com pessoas com o mesmo problema e que tentam levar uma vida normal, desmitificando a doença, assim como você faz. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz minha inscrição no site da Abre no yahoo. Eles não tem sede em BH. Queria ir num desses centros de convivência, mas para trocar experiências. Infelizmente os remédios nos deixam assim, dopados, robotizados. Eu durmo muito mais tempo que gostaria, mas é o preço a pagar para ter uma vida mais estável, dar mais tranquilidade a minha família. Sucesso na sua empreitada e sempre escreva. Gosto das suas novidades.

      Excluir
    2. olá...acabei de conhecer se blog e realmente estou encantada admirada e esperançosa ...tenho um filho de 19 anos "lindo" esquizofrenico...ainda estamos no inicio da luta...falta de consciencia e aceitação dele...também moramos em BH e gostaria de me comunicar mais com vc se nao se incomodar.obrigada.

      Excluir
  3. Você e um cara muito legal eu admiro teu jeito parabens muita sorte um abrazo vai pa frente sempre ....

    ResponderExcluir
  4. Fico super admirada com sua inteligência!Ja aprendi tanto contigo!

    ResponderExcluir