sábado, 12 de janeiro de 2013

Reflexões diárias

    Já me decidi. Depois de muito pensar, cheguei a conclusão de que a paz não tem preço e vou morar nas ruas ou em qualquer outro lugar onde eu possa descansar um pouco. Digo descansar não o corpo, pois eu não estou trabalhando, quero poder descansar a minha mente, esquecer de tudo, as minhas paranoias, e as dos outros também.
    Nesses oito anos que morei aqui neste lugar, cheguei a conclusão de que sou um louco mesmo. Louco pela paz, louco pela sinceridade, louco pelo respeito ao ser humano. Já estou vendendo as minhas coisas, e, sinceramente, estou me sentindo mais leve. Quero morar em qualquer lugar, onde eu possa escutar a música que eu quiser, ou então escutar o som do silêncio. Se alguém estiver com o som acima dos decibéis permitidos, é só eu andar um pouco e estarei livre. No momento, estou tendo que ouvir dois funks ao mesmo tempo, e não vou aumentar o som que estou ouvindo, por que se não pode acabar virando uma cascata, com cada pessoa aumentando o seu som e, no final, ninguém acaba ouvindo nada.
    Já perdi as contas de quantas vezes bati de frente com traficantes e homicidas. Não por causa das drogas, mas sim por querer um pouco de paz e respeito. Muitos comentam como ainda estou vivo. Brigo sim pela paz, pode parecer algo contraditório, mas sem a paz é como se eu estivesse morrendo aos poucos. Se for pra morrer, que eu morra de uma vez, e não desse jeito, sem paz e sem tranquilidade.
   Onde vou morar não sei, mas vou atrás da paz, onde quer que ela esteja. Sei que dentro de mim a paz existe, mas não tem como ficar em paz em um ambiente cercado de paranoias e brigas.

5 comentários:

  1. Oi Julio, fiquei um tempo, uns 6 meses afastada, sem tempo de ler seu blog e hoje vim aqui e fiquei surpesa com essa sua decisão em voltar para as ruas. Não faz isso amigo. A paz que você procura não está nas ruas, pelo contrário. Em todo lugar existe brigas e intrigas. Onde houver ser humano vai existir...infelizmente. Onde eu moro também às vezes sofro, sou mal interpretada até por familiares, mas mesmo assim busco forças em Deus pra aguentar, porque sei que ele me ama e está comigo. Pense nisso tá querido? Um abração pra você!

    ResponderExcluir
  2. Estou torcendo por você amigo. Espero que tudo dê certo. Que você você encontre a paz que tanto almeja. Felicidades e boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, eu tenho a paz dentro do meu coração, mas a paz exterior é importante também. A vida é um caminho, e agora estou tendo que tomar outros rumos.

      Excluir
  3. Obrigado pela dica, o contato com a natureza é um ótimo remédio para o stress, e várias outras coisas. Mas surf para mim não dá mais não, já estou na idade do condor, 44 anos. rsrsrsrs E aqui não tem praia, só um calor danado. Mas vou procurar uma cachoeira aqui no interior de Minas.

    ResponderExcluir
  4. Muito legal o depoimento do cara, eu tenho um sentimento parecido com o dele, só que não tenho o dom que ele tem com a pintura e o artesanato. Mas me sinto bem, longe de todas essas coisas que estão me cercando no momento. Preciso me isolar um pouco, é uma necessidade mesmo. Como não tenho grana para alugar algum lugar para ficar no meu canto, vou procurar esse lugar mesmo que nas ruas. Não estou querendo dar uma de coitado, não acho legal quando sentem pena de mim, acho que vou estar bem sozinho, mesmo que nas ruas.

    ResponderExcluir